Notícias

Setor madeireiro se prepara para atender norma de desempenho da construção

Mercado, Normalização

05/02/2014

Exigências de qualidade, segurança e conforto para edificações brasileiras começam a valer em junho

A partir de junho, a construção civil do Brasil ganhará um marco importante para o país. Trata-se da Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais (ABNT NBR – 15575:2013), publicada em fevereiro deste ano, e que estabelece parâmetros e padrões técnicos para as edificações, melhorando a qualidade dos produtos oferecidos pelas indústrias e a vida do consumidor.A norma cria especificações para que as edificações garantam mais segurança e conforto ao usuário.

Atento às novas exigências, o setor de madeira processada mecanicamente, que inclui painéis, portas, molduras, pisos, entre outros, se prepara para cumprir os requisitos da norma. Os fabricantes de portas de madeira, por exemplo, se organizaram por meio do Programa de Qualidade para Portas Internas de Madeira (PSQ-PIM), da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci). A certificação exige testes e ensaios nas portas para avaliar o comportamento do produto sob ação de água, calor, umidade, resistência ao fogo e isolação sonora. Também está sendo criado um procedimento padrão de instalação da porta nas obras. A expectativa dos fabricantes é de que até junho saiam os primeiros certificados.

Na avaliação da Associação, as medidas trarão benefícios e melhorias para todo o setor. “Quando se normatiza um produto, toda a cadeia produtiva – fabricantes, fornecedores e consumidores – se organiza e otimiza a produção. A publicação dessa norma, considerada um marco para o desenvolvimento da construção no País, é resultado do diálogo e da parceria entre o setor produtivo e fornecedores”, explica Paulo Pupo, superintendente da Abimci.

A Abimci também já está se preparando para avançar na certificação e promoção dos demais produtos destinados à construção civil como compensados, compensados plastificados, madeira serrada e outros painéis. De acordo com o superintendente, a participação da Abimci como gestora das comissões de estudo da ABNT para produtos de madeira vai contribuir para o avanço nas discussões de normas específicas para esses produtos. “Os fabricantes de compensados e madeira serrada já estão se organizando para isso, visto que novas oportunidades para uso de produtos de madeira como um item estrutural das habitações são cada vez mais uma realidade no país”, afirma Pupo.

Para o engenheiro civil do Sinduscon-PR, Ivanor Fantin, a norma vai além daquilo que já existia como referência no mercado. “Com certeza é a norma mais importante nos últimos anos. Mesmo sendo um complemento de 90% das já existentes, ela coloca outros requisitos que antes não se tinha, garantindo ainda mais conforto ao consumidor”, avalia.

 Assessoria de Imprensa ABIMCI

INTERACT Comunicação Empresaria