Notícias

Certificação e norma de desempenho são apresentadas em evento da Abimci

Eventos, Mercado

14/02/2014

O último dia do “Encontro da cadeia produtiva da porta de madeira”, promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), com patrocínio master do Grupo Bonet, foi marcado por uma série de debates sobre o mercado e normatização. O dia de palestras começou com a apresentação da Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais (ABNT NBR – 15575:2013), que entrará em vigor a partir de julho e o Programa Setorial da Qualidade para Portas Internas de Madeira (PSQ/PME), que surgiu da necessidade do mercado de fabricantes de porta de madeira se preparar para a nova norma.

Roberto Pimentel, gerente técnico do PSQ/PME, apresentou o programa aos participantes do evento. Segundo Pimentel, o programa conta com a participação de três importantes órgãos: a Abimci, que faz a gestão e promoção do PSQ/PME, a ABNT, que é o órgão certificador e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de São Paulo, laboratório responsável por testes físico-mecânicos e de desempenho. Ainda este ano, o Brasil deve ter as primeiras empresas certificadas pelo programa PQS/PME. Ao todo, 16 empresas aderiram ao programa.

Ainda na parte da manhã, os participantes do encontro puderam conhecer as especificações para que as edificações garantam mais segurança e conforto ao usuário. De acordo com doutora em engenharia e diretora da NGI Consultoria e Desenvolvimento, Maria Angélica Covelo, o Brasil ainda precisa avançar muito, por exemplo, quando se trata de memoriais descritivos de imóveis. “Aqui ainda se especifica marca e não desempenho dos produtos”, afirmou.

Norma e ABNT

À tarde, o assunto foi a apresentação técnica do funcionamento da certificação através da ABNT. O tema foi apresentado pelo coordenador do CB 31 ABNT, Roberto Pimentel. Na ocasião, Pimentel apresentou os parâmetros e padrões técnicos para as edificações e detalhes do programa PQS/PME em relação às normas da ABNT.

Já a apresentação do analista ABNT Certificadora, Felipe Dytz, tratou de como o órgão atua na certificação das portas de madeira. Segundo ele, o processo avalia desde o produto final como também todo processo industrial em que está inserido. Assim, certificar as portas significa sua comprovação junto ao mercado, aos clientes e diferencial entre os concorrentes.

Para Dytz, os fabricantes de portas que integram o PSQ/PME estão entrando em conformidade e não apresentaram nenhum problema durante as avaliações da ABNT. Ele espera que cada vez mais novas empresas sejam certificadas.