Publicações

2016: um ano de superação

30/11/2016

Novembro/2016

Superar dificuldades e enfrentar imprevistos parece estar na cartilha de todo empresário que pretende tornar o seu negócio bem-sucedido por essas terras. E 2016 foi especialmente desafiador. Para a Abimci, que exerceu de maneira bastante intensa seu papel representativo e de defesa de interesses do setor, foi um momento para se posicionar publicamente acerca dos acontecimentos econômicos e políticos, mas também de planejar e executar ações que pudessem contribuir para o desenvolvimento da cadeia produtiva da madeira.      

Da participação e promoção nos principais eventos do setor, como os da Semana Internacional da Madeira, em Curitiba (PR), na qual a entidade foi protagonista do Wood Trade Brazil, passando pela realização de inúmeras reuniões setoriais para discussão de estratégias de superação da crise, até o lançamento do Estudo Setorial 2016, a Abimci trilhou um longo caminho durante este ano com o objetivo de levar ao associado e ao mercado informações que pudessem contribuir para a tomada de decisões dos empresários e agregasse valor aos negócios. 

Se no campo político tivemos quase uma paralisia plena em virtude da conjuntura nacional, avançamos em questões técnicas e de representação institucional. A instalação da Comissão de Estudos da ABNT para desenvolvimento da norma do sistema construtivo wood frame, por exemplo, foi um passo importante para os setores da construção e da madeira. Um trabalho que pretende gerar oportunidades no mercado interno para as indústrias e contribuir para tornar mais eficiente e sustentável a construção brasileira.

Além disso, a Abimci foi responsável pela reestruturação do Comitê Brasileiro CB-31 – Madeira, com a união de comissões e a revisão de escopo e nomenclatura das comissões de estudos que compõem o comitê. O trabalho torna o CB mais objetivo e focado nas demandas mais importantes dos segmentos madeireiros. Avançamos também na revisão e atualização das normas de madeira serrada, trabalho que terá continuidade em 2017. 

Na representação internacional, estabelecemos relevantes contatos com embaixadas, câmaras de comércio e importadores dos principais mercados para a madeira brasileira no mundo. A Abimci ainda esteve presente nos eventos internacionais de maior peso para o nosso setor em países como Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos. Em alguns deles, inclusive, firmando acordos de cooperação para troca de informações, bem como promoção dos produtos madeireiros.   

Aumentamos nossa base de associados e fortalecemos ainda mais a troca de informações. Na Comunicação, estivemos presentes nos veículos especializados mais relevantes do setor e fomos fonte de informação para jornais como Folha de S. Paulo, Gazeta do Povo, Agência Estado, Construção e Mercado, entre outros. Divulgamos boletins digitais aos associados informando as atividades da entidade e levando conteúdo atualizado a cada mês. 

Foram muitas as ações e atividades desenvolvidas neste ano marcado severamente por tantas turbulências econômicas, políticas e de queda da confiança da população e do ambiente de negócios. Saímos mais fortalecidos, porque todo desafio traz consigo a superação. Começaremos 2017 mais motivados, impulsionados pelo que é possível realizar e certos de que o trabalho que vem sendo tem mostrado resultado. Precisamos, acima de tudo, permanecer unidos e com o objetivo claro de garantir melhores condições de produção, de desenvolvimento e de geração de riqueza e renda para este país.

 

Paulo Pupo, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci)