Publicações

Novo Estudo Setorial vai atualizar dados e posicionamento do setor

31/03/2019

Março/2019

A Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci) está em fase final de elaboração da nova edição do seu Estudo Setorial 2019, que trará uma atualização geral do setor madeireiro e de base florestal. O documento, que está previsto para ser lançado no primeiro semestre deste ano, nas versões português e inglês, terá um amplo plano de divulgação e distribuição, em vários segmentos de mercado e da sociedade.

Em âmbito nacional, o documento será distribuído para toda a cadeia produtiva do setor, para o mercado consumidor e comprador, instituições e organizações setoriais, federações das indústrias, órgãos de governo, ministérios, autarquias nacionais, governos estaduais, sindicatos patronais, associações regionais e nacionais, universidades, bancos, fundos de pensão e de investimentos, departamento de pesquisas em geral e imprensa.

No âmbito internacional, o estudo setorial será distribuído de forma ampla para os mercados nos quais o setor atua, posicionando e informando os importadores das potencialidades dos produtos brasileiros, técnicas e comerciais. A publicação será distribuída para consulados, embaixadas, câmaras de comércio, federações produtoras e consumidoras ao redor do mundo, marcando, mais uma vez, o posicionamento da indústria brasileira como um importante player mundial, sempre atenta às tendências mundiais do setor e preparada para atender o dinâmico mercado internacional.

A publicação, que se consolidou como fonte oficial de informação sobre o setor ao longo dos mais de 45 anos da instituição e também de referência para vários segmentos da sociedade, apresenta de forma compilada e objetiva um conteúdo abrangente, de apoio às empresas na tomada de decisões; para a academia e a imprensa como fonte de pesquisa e consulta; para agentes econômicos e de investimentos, que buscam novas oportunidades de negócios.

Dentre os vários objetivos do estudo setorial, além da compilação de dados estratégicos, está a de disseminação dentro dos diversos segmentos de produtos madeireiros para a correta leitura do mercado, com informações macros e também pontuais de forma a aumentar a eficiência produtiva e comercial das empresas, sua competitividade, com avaliações de tendências e comportamento do setor em diferentes mercados e segmentos.

Contemplando oscenários e indicadores socioeconômicos, que inclui o perfil das empresas brasileiras, localização por Estado e natureza, a geração de empregos, exportação, importação, contribuição para o PIB e as potencialidades e a abrangência do setor de base florestal do Brasil, o documento supre, assim, uma carência de geração de conteúdos estratégicos para todo o segmento. Além disso, é um instrumento de trabalho importante para nortear as ações e estratégias da Abimci no trabalho de representação e defesa de interesses do setor junto ao governo, e nas demais frentes de atuação da entidade. Esta edição irá apresentar ainda as perspectivas setoriais futuras, a partir de uma análise das demandas defendidas pela Abimci.

O lançamento do Estudo Setorial da Abimci acontecerá em um momento oportuno. Com a recente eleição do novo governo federal, as expectativas em torno de mudanças nas definições políticas e econômicas, na melhoria do ambiente e segurança jurídica dos negócios e no avanço nas necessárias reformas, são positivas.

A atualização dos dados e organização de um documento consolidado nos dá argumentos e instrumentos sólidos para um melhor posicionamento do setor madeireiro, contribuindo de forma direta para uma melhor representação institucional, comercial e governamental, de um importante segmento da economia brasileira, gerador de emprego, renda e desenvolvimento econômico e social do país.

 

Paulo Pupo, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci)