Publicações

Programa Nacional de Qualidade de Madeira: mais atual e moderno para acompanhar exigências do mercado

30/11/2017

Novembro/2017

Com foco na melhoria da qualidade dos processos produtivos e pensando na necessidade de alavancar as vendas das indústrias de madeira, a Abimci promoveu recentemente uma atualização do seu Programa Nacional da Qualidade da Madeira (PNQM). Há 20 anos, o Programa fornece às empresas do setor madeireiro uma ferramenta objetiva de gestão da qualidade, que permite a implantação de uma estrutura de padronização, controle e rastreabilidade do processo produtivo, como forma de melhorar os resultados da produção, sempre de olho nas oportunidades de negócios que esses investimentos podem gerar.

A atualização que incluiu novos procedimentos torna o PNQM mais completo. Além de avaliar o processo produtivo desde o recebimento da matéria-prima e insumos, até a embalagem e expedição do produto final, agora estão previstas questões como manutenção preventiva de equipamentos, treinamento de competências, política de atendimento a reclamações de clientes e da qualificação de fornecedores. Empresas de compensado, madeira serrada, portas, painéis reconstituídos e insumos (resinas, preservativos de madeira) passam a contar com um sistema amplo de gestão da qualidade, ganhando produtividade e competitividade, reduzindo perdas e custos, além de garantirem acesso aos principais mercados consumidores com produtos que atendem padrões e normas técnicas, nacionais e internacionais.

Vale lembrar, por exemplo, que as indústrias que exportam para a Europa têm a vantagem, ao implantar o PNQM, de obter a certificação CE Marking, selo exigido pelos países do bloco europeu para vários produtos madeireiros, como painéis estruturais de madeira. Isso é possível, graças ao acordo de subcontratação existente entre a Abimci e a BM Trada, órgão de certificação inglês. A marca CE imposta pela Comunidade Europeia exige que o fabricante e seus produtos atendam aos requisitos da norma EN (European Norm) através da regulamentação dos produtos de construção CPR (305/2011), regida pela norma EN 13986 +A1 2015, válida para os 28 países do Bloco Europeu. 

Vivemos em um período de desafios constantes na economia brasileira e no mercado mundial de produtos de madeira. E isso não é diferente da rotina diárias das empresas. Por isso, investir na gestão dos processos de produção é primordial para se manter competitivo, melhorar a cultura interna e imagem do produto, garantir a satisfação dos clientes e, assim, abrir novas oportunidades de negócios em mercados cada vez mais exigentes. 

São vários e constantes os desafios das empresas junto ao mercado. A maioria deles invisíveis e sistêmicos. Mas certificação de produtos é um processo real e de controle da própria empresa, com vários ganhos reais na produção e na comercialização. 

Paulo Pupo, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci)