Notícias

Evento apresenta linhas de crédito para exportação

Notícias

30/03/2016

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e o Banco do Brasil, com apoio da Abimci, realizaram no dia 22 de março um evento voltado às empresas que já exportam e também àquelas que têm a intenção de entrar nesse mercado. Durante o Seminário de Crédito os empresários puderam conhecer os programas e as linhas de financiamento voltadas às exportações.

As apresentações incluíram informações sobre as linhas de apoio à exportação do Banco do Brasil. Entre os destaques dos produtos apresentados pelo Banco do Brasil, que responde atualmente por 35% dos financiamentos das exportações brasileiras, estão o Proex Financiamento e o Proger Exportação. O primeiro tem as vantagens do recebimento à vista, sem intermediário para contratação e taxa de administração, não é exigido valor mínimo e permite ao cliente ampliar e diversificar o mercado pelo custo atrativo, já que trabalha com a taxa libor, que tem ficado abaixo de 1%. Podem acessar esse crédito, empresas com faturamento anual de até R$ 600 milhões e adimplentes com a União.

A segunda opção – Proger Exportação – está disponível para empresas com até 10 milhões de reais de faturamento, dá um prazo de até 12 meses para pagamento e carência de até seis meses. A operação tem isenção de IOF e cobra TJLP + 5,15% a.a.

Durante o encontro a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF), empresa pública vinculada ao Ministério da Fazenda, apresentou o seguro de crédito à exportação para micro, pequenas e médias empresas. De acordo com o diretor de Operações da agência, Vitor Sawczuk, o produto tem um custo menor que o de uma carta de crédito e não toma o limite de crédito da empresa junto ao banco.

O seguro está disponível para empresas com faturamento bruto anual de até R$ 90 milhões, que exportem até US$ 3 milhões. O Banco do Brasil, atualmente, é único banco privado que aceita essa modalidade. Segundo o diretor, o custo máximo da operação chega a 2% do valor exportado. Em breve, a ABGF deve lançar uma opção de seguro para o pré-embarque.

Atuação da Abimci

Em janeiro, a Abimci colaborou com a Diretoria de Crédito e a Presidência do Banco do Brasil fornecendo informações sobre as principais demandas do setor quando o assunto é crédito para operações. A entidade destacou a necessidade de prorrogação dos prazos para a modalidade ACC (Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio), principalmente para os recursos que já foram tomados pelas empresas, bem como, desobstrução da burocracia para acesso às demais ferramentas de créditos existentes, tanto para o mercado externo com para o mercado interno.

Fonte: Assessoria de Comunicação Abimci – Interact Comunicação