Notícias

Setor madeireiro se reúne com representantes do Porto de Itajaí

Notícias

27/04/2016

No dia 20 de abril, a Abimci se reuniu com a Autoridade portuária do Porto de Itajaí, em Santa Catarina, para tratativas visando a melhoria das operações dos produtos do setor madeireiro naquele porto.

O encontro ocorreu na Prefeitura Municipal da Itajaí. Além da presença do prefeito municipal, Jandir Bellini, participaram do encontro o superintendente do Porto, Antonio Ayres dos Santos Jr, e o diretor superintendente para a América Latina da APM Terminals, empresa que opera o Porto, Ricardo Arten.

Várias empresas associadas à Abimci prestigiaram a reunião, dando o devido apoio institucional e técnico para elencar todas as demandas do setor. Estiveram representados os segmentos de compensados, madeira serrada e molduras.

Dentre as principais demandas elencadas pelas empresas associadas presentes no encontro, estão a falta de espaço na zona primária, que faz com que o gate abra muito próximo ao dead line do embarque, fator este que limita o tempo para colocar um grande volume para um determinado navio, e também nos casos nos quais o processo é parametrizado em canal laranja ou vermelho, nos quais, dificilmente, consegue-se liberar a carga para o mesmo navio programado. Os embarques caem com certa frequência no canal vermelho e as despesas geradas em decorrência disso são onerosas.

Outro fator importante abordado são as poucas opções de linhas marítimas para rotas como Estados Unidos, Caribe e Norte da Europa, cenário esse que precisa do esforço de todos os envolvidos para a atração de mais armadores para operarem no porto.

Também foi reivindicado um melhor prazo de free time para estadia dos equipamentos (armazenagem), pois o porto opera com média menor do que os demais portos da região. Melhores tarifas para os outros serviços oferecidos como pesagem de contêineres, posicionamento de contêineres para vistoria da Receita, movimentação de quadra, scanner, agendamento especial de guias são demandas importantes para a competitividade das indústrias na execução dos contratos de exportação.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abimci – Interact Comunicação