Notícias

Setor produtivo propõe melhorias ao sistema de financiamento e garantia às exportações

Destaque, Notícias

08/05/2020

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Fórum de Competitividade das Exportações (FCE) está propondo à Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia e à Secretaria Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex) uma série de melhorias ao sistema de financiamento e garantias às exportações. A Abimci participou da reunião durante a qual foram apresentadas as propostas.

Entre as mudanças sugeridas estão assegurar e ter uma melhor previsibilidade na viabilidade de recursos, propiciar uma migração da lógica contábil existente para uma lógica financeira e práticas nas ações, bem como a melhoria na realidade fiscal na utilização dos recursos destinados às garantias das exportações.

Os setores exportadores defendem que é necessário também existir na prática, separadamente do orçamento geral da união, um formato de fundo financeiro com autonomia para gerir prêmios e indenizações relativas às exportações.

Na avaliação da Abimci, avanços em vários dos regramentos atuais são necessários para a melhoria da competividade das empresas, incluindo o setor madeireiro, e do produto brasileiro no mercado externo. A entidade defende que um melhor desempenho das exportações e de comércio exterior será peça-chave para a recuperação da economia.

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Fórum de Competitividade das Exportações (FCE) está propondo à Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia e à Secretaria Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex) uma série de melhorias ao sistema oficial de financiamento e garantias às exportações. A Abimci, participou da reunião durante a qual foram apresentadas as propostas.

Entre as mudanças sugeridas estão assegurar e ter uma melhor previsibilidade na viabilidade de recursos, propiciar uma migração da lógica contábil existente para uma lógica financeira e práticas nas ações, bem como a melhoria na realidade fiscal na utilização dos recursos destinados às garantias das exportações.

Os setores exportadores defendem que é necessário também existir na prática, separadamente do orçamento geral da união, um formato de fundo financeiro com autonomia para gerir prêmios e indenizações relativas às exportações.

Na avaliação da Abimci, avanços em vários dos regramentos atuais são necessários para a melhoria da competividade das empresas, incluindo o setor madeireiro, e do produto brasileiro no mercado externo. A entidade defende que um melhor desempenho das exportações e de comércio exterior será peça-chave para a recuperação da economia.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abimci
Imagem: Portal da Indústria